O Funcho na Horta

Atualizado: Ago 13


Está aí uma erva que causa muita confusão entre hortelões e cozinheiros: o funcho ou erva-doce. O problema reside no fato de chamarmos duas espécies diferentes de erva-doce. Tem a erva-doce que nos dá aquelas típicas sementes que colocamos no bolo de fubá (Pimpinella anisum), também chamada de anis, e aquela que chamamos de erva-doce-de-cabeça (Foeniculum vulgare), ou seja, aquela que consumimos o bulbo em saladas e assados. Outro ponto importante é que esta última, a erva-doce-de-cabeça, também é chamada de funcho quando estamos nos referindo as suas folhas e ramos.

Confusões à parte, o funcho é um grande companheiro da horta, pois atrai para si pulgões, quais atraem joaninhas. Estas últimas são predadoras vorazes de pequenos insetos, como os pulgões, e acabam fazendo um perfeito controle ecológico na horta. Por isto, invista em pelo menos um pé de funcho no seu jardim, coloque-o em um ponto central, sendo que pode ser tanto plantado em canteiro como em vaso. Ele gosta de um solo levemente úmido, fértil e bem drenado.

Medicinalmente, o chá do funcho pode ser usado no combate aos gases e à má digestão, assim como cólicas intestinais e estomacais.

Quer ficar por dentro de todas o universo das ervas? Participe de meus cursos on-line e faça parte de uma comunidade exclusiva para alunos, veja mais aqui informações aqui.

#funcho #ervadoce #ervadocedecabeça #hortaorgânica #hortaemcasa #hortaempequenosespaços #hortelõesurbanos #hortavertical #hortaurbana #plantasaromáticas #ervasetemperos

260 visualizações

                                                                                    São Paulo, SP - Brasil 

©Gabriela Pastro/Hortas e Saberes

                               contato@hortasesaberes.com.br