top of page

Conheça a flor-de-coral



Nos últimos meses, estou apaixonada pela flor-de-coral ou russélia (Russelia equisetiformis). Ando nas ruas em busca dela e sempre que a veja fico feliz. É incrível a quantidade de casas, pelo menos por aqui, que a usam na ornamentação, principalmente nos jardins verticais, mas tenho certeza que muitos desconhecem seus outros poderes, além da beleza.


Seu gênero {Russelia} leva esse nome em homenageia o Dr. Alexander Russell (1715-1768), médico e naturalista escocês. Já o epíteto específico (segunda palavra de um nome científico), equisetiformis, vem do latim e significa “como rabo de cavalo” e realmente ao observar a planta vemos um crescimento que lembra realmente essa parte do animal.





Ela é um subarbusto pendente, perene e nativo do México, porém introduzido na Jamaica, Venezuela, Equador, Nigéria, Índia, Alemanha, Inglaterra entre outros. Ou seja, hoje em dia é encontrada e cultivada em todo o mundo. Apresenta floração vermelha (mais comum), branca, rosa, amarela ou branca. O formato {alongado} de suas flores já nos conta que atrai beija-flores, ou seja, se deseja tê-los em seu jardim plante a flor-de-coral.




É uma planta rústica, que suporta ventos, seca/estiagem e uma terra não tão bem tratada, porém para tê-la em floração é necessário que o solo seja rico em fósforo e potássio. Nas regiões tropicais e equatoriais, é possível vê-la florescendo o ano todo. Desenvolve-se bem em floreira, jardineira e vasos, idealmente colocados em locais mais altos para que a planta possa crescer pendendo para baixo.


O que muitos não sabem é que essa é também uma planta medicinal. Segundo a UNIRIO (Universidade Federal do Rio de Janeiro), possui propriedades anti-inflamatórias, bactericida, analgésicas e antioxidantes, sendo utilizada na medicina tradicional do México, América Central e África. Além disso, há relatos de usos no tratamento de malária, leucemia, diabetes e na promoção do crescimento capilar.


Apesar disso, ela tem propriedades que são depressoras do sistema nevoso central, podendo induzir convulsões quando ingerida. Por isso, nunca utilize medicinalmente essa planta se não houver um pedido do seu médico ou fitoterapeuta. Ela também é levemente tóxica para cachorro e gatos, podendo induzir vômito e ânsia.


O mais legal, o que me encanta mesmo {deixei para o final} e que fez eu me apaixonar por ela, é que os beija-flores trazem a simbologia da elevação dos pensamentos, ou seja, estar em contato com essa planta ajuda a elevar os pensamentos. Por conta disso, o que acho válido {e seguro} fazer com ela:

- Arranjo de mesa

- Cultivo em um jardim com foco vibracional

- Incensos de amarração (smudge stick)

- Floral

- Banhos e escalda-pés

- Xampu natural (simplesmente lavar os cabelos com a infusão de suas folhas para crescimento e fortificação do cabelo)


No nosso curso Doutrina da Assinaturas ensinamos a fazer florais e no Herbalismo Mágico a produzir incensos, banhos e escalda-pés. E no Beleza Natural com Ervas ensinamos como usar as ervas e flores na beleza do dia-a-dia.

614 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


vaniamsmendes
vaniamsmendes
Mar 22, 2022

Já cansei de plantar, por semente, por muda e não dá certo! Achei interessante o xampu, pois faço produtos naturais e queria ver qual o efeito. Que bom que a gente vive aprendendo!

Like
Replying to

Vania, feliz em saber que gostou da dica do xampu 💚

Like
bottom of page