top of page

Série Passeios Botânicos | São Paulo

Mais um episódio na nossa série de dicas de passeios botânicos. Desta vez, pousamos em São Paulo, essa imensa cidade que abriga passeios de todos os tipos, até mesmo os botânicos. Foi tão difícil separar os melhores locais (na minha opinião) para passear, pois tem muita opção de lugares legais para conhecer que daria para fazer uns três episódios. Mas vamos lá....



Teria que estar no topo da lista! Se tiver apenas tempo para ir a um único local, vá a Sabor de Fazenda. Esse viveiro orgânico no coração de São Paulo que abriga mais de 200 espécies de ervas aromáticas e medicinais, especiarias, PANC e hortaliças. Por lá não se vendem maços de ervas, apenas mudas para cultivar em casa (além de insumos de jardinagem) e vontade é de levar tudo para casa. Mesmo que não possa comprar as mudas, vale passear pelos canteiros e bancadas e até mesmo participar de uma vivência ou curso da programação.




Criado pela Jurema e Márcio, esse local é um verdadeiro refúgio para inúmeras plantas medicinais e ervas aromáticas. Conhecer a mandala de ervas, o galinheiro, frutíferas e as inúmeras casas de abelhas nativas é de tocar a alma e sair de lá transformados. O espaço oferece passeios privativos ou em grupo, porém toda visita deve ser agendada antecipadamente, ele não é aberto à visitação o tempo todo.




Jardins botânicos sempre estarão em minhas listas, quando estou em uma cidade diferente sempre visito seu jardim botânico, a maioria sempre vale a pena e esse é o caso do de São Paulo. É um passeio incrível por diferentes tipos de jardins e ecossistemas. Ele também abriga o Museu de Botânica, duas estufas de plantas típicas da Mata Atlântica, exposições temporárias, o Jardim de Lineu, o portão histórico de 1894, e o marco das nascentes do riacho Ipiranga. Reserve energia e o dia todo, pois ele é enorme (maior que o Kew Gardens).




Loucos por plantas ornamentais e flores de corte precisam conhecer esse espaço de mais de 21.000 m². Ele abriga mais de 320 boxes de venda de plantas e acessórios para jardinagem. O local é muito bonito e organizado e fica aberto em horário comercial, porém os valores dos produtos e plantas são mais altos (do que a dica a seguir).




Loucos por plantas, multidão, madrugada e valores mais em conta precisam conhecer a Feira das Flores que acontece de segunda para terça e de quinta para sexta no Ceagesp. Apesar de ser um perrengue, esse é um passeio que adoro fazer, principalmente para comprar árvore de Natal no fim de ano. Praticamente tudo que encontra aqui também encontrará no Mercadão das Flores, porém nessa feira as mudas, acessórios e flores e folhas de corte para decoração são bem mais em conta. A dica é ir na noite de segunda para terça-feira, pois é mais vazia.




Na minha opinião, a melhor feira de orgânicos de São Paulo. Por lá encontramos produtores antigos e renomados de hortaliças, ervas e produtos orgânicos. Ela acontece aos sábados e domingos das 6h00 às 12h00 e os produtores variam de acordo com o dia. Porém encontrará por lá mudas da Sabor de Fazenda, pães sem glúten do Pão do Céu (o melhor mini bolo de cacau sem glúten da vida!), geleias e antepastos do Jatobá Orgânicos e muito mais.




Horta urbana comunitária criada pela incrível Neide Rigo, grande divulgadora das Plantas Alimentícias não Convencionais (PANC) e idealizadora do blog Come-se (https://come-se.blogspot.com/). Em um dia comum é possível passear sozinha pelos canteiros de PANC, hortaliças e aromáticas que estão em área publica, porém o mais legal é participar de um mutirão ou um passeio guiado (PANC na City) com a Neide.


Foto: Brunella Nunes

*Muitas outras hortas comunitárias também valem a visita, como Horta das Corujas, e isso me faz lembrar de um projeto incrível feito pela prefeitura de São Paulo, o Sampa+Rural, plataforma que reúne e cataloga iniciativas de agricultura, turismo e alimentação saudável na cidade de São Paulo. Na plataforma é possível buscar por vivências na natureza, hospedagem rural, hortas comunitárias, feiras e mercados e muito mais. Vale ficar algumas horas pesquisando e programando passeios botânicos por lá. Quem dera que toda cidade tivesse esse tido de rede!


Plataforma Sampa+rural

212 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page