top of page

Lavandula stoechas | O rosmaninho

Rosmaninho (Lavandula stoechas), também chamado de lavanda-espanhola, é uma lavanda/alfazema comum em Portugal, além da L. angustifolia e L. dentata (diversas variedades). Sendo muito confundida (pelo nome rosmaninho) com o alecrim.




💜 Características


É nativa da região da Arábia e Mediterrâneo até a Ásia Menor. Ainda é pouco conhecida no Brasil, sendo mais cultivada e apreciada no Sul. Sua floração é diferenciada em relação à alfazema (Lavandula angustifolia), apresentando um pendão floração que parece um abacaxi, com brácteas apicais estéreis e alongadas. Seu pendão floral é principalmente roxo/lilás, porém existem variedades naturais e não naturais que apresentam coloração rosas, brancas (não confundir com Lavandula viridis) e até mesmo rubra.


💜 Propriedades


Na maioria dos locais, é considerada mais ornamental, porém diversos estudos comprovam sua ação antioxidante, sedativa, anticonvulsiva e antiespasmódica (Gilani et al., 2000, Gülçin et al., 2004, Angioni et al., 2006). No Paquistão, é utilizada popularmente para tratar epilepsia e enxaqueca. Seu óleo essencial diluído na forma de spray de ambiente já foi usado, e comprovando sua eficiente, em idosos como forma de sedativo noturno (Hardy, 1991; Hudson, 1996; Gilani et al., 2000).


Por ser rica em cânfora (diferentemente da L. angustifolia), não apresenta alto potencial calmante, podendo até ter efeito contrário, despertando o corpo e a mente. Por outro lado, tem potencial fungicida, bactericida e repelente de insetos.


💜 Cultivo


Apresenta ciclo de vida perene, com floração anual, durante a Primavera-Verão. Para ter uma planta bonita e com boa floração é ideal fazer de 1 a 2 podas anuais, principalmente no começo da Primavera.



**No Canal do Telegram tem dicas de locais para compra mudas de ervas e temperos e neles (🇵🇹 e 🇧🇷) tem venda de rosmaninho.**




Posts recentes

Ver tudo

2 commentaires


Fernanda Botelho
Fernanda Botelho
26 avr. 2022

Na verdade temos várias lavandulas espontâneas em Portugal: Lavandula stoechas, L. Pedunculata (que apresenta um pedunculo maior), lavandula viridis, de flor branca e L. multifida que tem um aroma e folhas muito diferentes. A Lavandula dentata e a serata e aangustifolia ou officinalis são espécies de híbridos muito utilizados em jardins públicas mas que não crescem espontaneamente no nosso território.

https://flora-on.pt/#/1lavandulahttps://flora-on.pt/#/1lavandula

J'aime
En réponse à

Fernanda, que legal saber que a L. multifida tem espontânea em Portugal! Quem qual região ela ocorre?

J'aime
bottom of page